domingo, 8 de fevereiro de 2009

Domingo Gastronômico


Minha dieta foi por água abaixo nesse domingo.

Começou com a Rafaela fazendo panqueca em casa logo cedo. Em seguida fomos para um legítimo churrasco gaúcho na casa dos pais do Gustavo. À tarde passamos por uma sorveteria exótica. E encerramos o dia na Feirinha do Bosque com comidas regionais.

Na casa do Gu, ele era minha referência para apresentar a família para a Rafaela. "Fá, esse é o pai do Gu, a mãe do Gu, o avô do Gu, a irmã do Gu, a tia do Gu, a prima do Gu, o cachorro do Gu...". Só o Gu não apareceu.

Mas, como diz minha amiga, eu conheço as famílias inteiras dos meus amigos e me sinto em casa... Da família da Rafaela conheço até a tia-avó, Dona Edília, de Araguaína (TO). E a Fá diz que por causa disso, meus amigos têm que ficar dando notícias minhas. "Como vai aquela menina japonesa?". "Vai bem, está morando em Brasília". E por aí vai.

Seu Tupi, pai do Gu, me entupiu de picanha, costela, linguiça de frango e frango assado. Nem me deixou lavar a louça, que crime! De lá, juntamos uma parte da Família Nascimento e fomos para uma sorveteria de sabores do Cerrado, filial da Frutos do Cerrado, de Goiânia, (GO).

Então provei picolé de pequi, jatobá, mutamba, milho verde com canela e o melhor de tudo (recomendado "de com força" pela Fá): cajá-manga com sal. O sal é um detalhe que realmente faz a diferença. O picolé vem com um saleiro acompanhando.

Todos têm mesmo o sabor da fruta, com exceção do de jiló. Esse tem gosto de doce de figo e é muito bom.

Não dei conta de provar os outros sabores, mas para se ter uma idéia, o cardápio oferece picolés de araçá, araticum, buriti, café, cagaita, coco de guariroba, gabiroba, gravatá, jaca, jenipapo, mamacadela, melancia, murici e tapioca (mandioca). Qualquer um por R$2.

Bem, fim de tarde em Palmas é na Feira do Bosque, na Pç. da Prefeitura Municipal, uma tradição domingueira.

E não é que depois de quatro anos, o senhorzinho que fazia coxinha de mandioca (R$2) com carne desfiada ainda estava lá? E o mesmo gaúcho que faz cucas (De R$6 a R$9) também, mas agora ele diversificou o produto: pão diet, pão integral, rosca de coco e cucas de vários sabores.

A tradicional paçoca pilada (não chequei preço) continua fazendo sucesso, mas a novidade para mim foi a tapioca nordestina com carne de sol (R$3,5). Eu disse, "Eu sei fazer tapioca em casa". A vendedora rebateu, "Sim, aquela fininha com manteiga, mas não com coco ralado, carne desfiada, queijo e manteiga". Obrigada pela receita!

Pamonha, bolos recheados, empadão goiano, bolinho de milho etc. Jantar em casa para quê? Domingo a cidade inteira está na feirinha.

Tomei conta de menino dos outros, olhei os artesanatos de capim-dourado do Tocantins e no local mais óbvio para encontrar conhecidos, não encontrei ninguém. Mas eu curti muito o domingo-com-a-família-dos-outros. Ainda mais eu, pessoa solitária e com cara de cachorro que caiu da mudança. Todo mundo me adota. E eu continuo feliz!

Ah, doce férias!







2 comentários:

André Hebert disse...

BEM CLARO QUE COM ESTA COMILANÇA TODA VC NAO VAI MANTER A DIETA ENTAO SÓ PRA TE FAZER INVEJA EMAGRECI MAIS UM KG TO COM 77 , MAS SEGUINTE TRAZ UM DOCINHO PRA MIM RS... ADORO DOCE KKKKK

BEIJOS MK CURTA BEM AS SUAS FERIAS...

Ravi disse...

Valeu Criska!

Esta tristeza toda passa logo... É que a gente criou bastante expectativa em cima da gravidez, mas não faz mal. Logo, logo, dá tudo certo.